Entenda os problemas do SOPA para o Brasil e o mundo

SOPA, Protect IP e e-parasites são projetos de lei que estão tramitando no congresso Americano. SOPA significa “Stop Online Piracy Act”, e estabelece o uso no território Americano de um mecanismo de censura sobre a Internet semelhante ao utilizado em países como a China, Irã e Síria, com a desculpa de coibir a pirataria online, ou seja, pretendem combater práticas sociais que historicamente utilizamos para ter acesso alternativo à qualquer obra cultural: trocar, compartilhar, emprestar… tal qual sempre ocorreu nas Bibliotecas.

O SOPA não afetará apenas os Estados Unidos, pois o país alem de concentrar a maior parte da infra-estrutura da rede, concentra quase todos os serviços e sites que utilizamos diariamente, e que podem ser afetados tais como Youtube, Facebook, WordPress, Google, Gmail, Twiiter, e muitos outros. Temos de lembrar também que muitos sites são hospedados nos EUA, mesmo sem ter TLD americano e outros fora dos EUA com TLD americano como (.com, .net, .org) em ambos os casos o site estará debaixo da legislação Americana.

SOPA também prevê instrumentos para bloquear os serviços de publicidade e pagamento online sob a jurisdição dos EUA, impactando qualquer site no mundo, apenas com base em uma denuncia de suspeita,e sem ordem judicial.

Os problemas não acabam por ai, o SOPA afetará profundamente a liberdade de expressão na Internet, todos os sites se verão obrigados a aplicar mecanismos de auto-censura, e filtrar toda atividade online de seus usuários para evitar serem bloqueados.

O que diz a lei (SOPA)

Quando um site for denunciado, todos os demais sites que tenham “relacionamento” com ele e não queiram sofrer as conseqüências legais terão cinco dias para:

ISP: Deverão bloquear os seus DNS (impedindo o acesso ao domínio)
Serviço de hospedagem: Deverão bloquear o acesso ao site
Publicidade: Deverão bloquear a publicidade
Serviços de pagamento: Deverão congelar os fundo
LInks : Deverão ser removidos links ao site

Efeitos colaterais

Muitas tecnologias (como a rede anônima “TOR”, os DNS alternativos, as redes P2P e os proxys VPN) que permitem a navegação e/ou distribuição de informações anônimas e sem censura, e que são fundamentais para muitos ativistas e organizações políticas em todo o mundo, basicamente se verão ilegais de um dia para outro.

Os provedores de Internet, email, blogs gratuitos, mensageiros instantâneos e redes sociais serão forçados a espionar todo conteúdo publicado por seus usuários em busca de material não autorizado e eventualmente bloqueá-los.

Todas as tecnologias inovadoras nasceram de alguma forma da “pirataria”: O Cinema x as patentes, a indústria fotográfica x seus interpretes, o radio x a industria fonográficas, o vídeo cassete x cinema, a TV a cabo x TV aberta. Todas operaram em áreas de incerteza jurídica, até as leis se adaptaram ao novo, sem tentar muda-lo. Um marco legal restritivo e antiquado como o que se quer impor agora sufocaria muitas das novas ideias e sem duvida sufocará as próximas grandes ideias.

As comunidades online, em especial as comunidades colaborativas que são o fenômeno da Internet que afetam mais profundamente a nossa sociedade, ou seja, desde a esfera cultural, política, social até a econômica. O bloqueio de sites e tecnologias a serviço destas comunidades irá em muitos casos impedida-las de continuar existindo.

O Brasil e o SOPA

No Brasil estamos ha anos lutando contra o o AI5Digital (PL 84/99) e a favor do Marco Civil da Internet (PL 2126), tem sido uma luta incansável. Todo este esforço pode ser perdido com a aprovação do SOPA, pois junto com a lei Sinde na Espanha e Hadopi na França, ele pode ser um terrível instrumento de pressão para que o Brasil e demais países adotem legislações semelhantes. É importante lembrar que a Lei Sinde que aparentemente havia sido brecada por ativistas Espanhois, foi aprovada logo no inicio do novo mandato sob grande pressão Americana, e que o AI5Digital, que fora congelado em 2008 voltou a tona no inicio deste ano com grande pressão para aprovação. Não podemos descansar nenhum minuto!

Este texto é uma tradução livre e adaptada do Infográfico disponível no site Direito de ler, saiba mais lendo a entrevista com o Sérgio Amadeu.

Fonte: http://meganao.wordpress.com/2012/01/13/entenda-os-problemas-do-sopa-para-o-brasil-e-o-mundo/

Esta é a minha vida
Não é o que era antes
Todos estes sentimentos que eu compartilhei
Estes são meus sonhos
Que eu nunca tinha vivido antes
Alguém me sacuda porque eu
Eu devo estar dormindo

Refrão
Agora que nós estamos aqui
É tão distante
Toda a luta que nós pensamos foi em vão
Todos os erros
Uma vida conteve
Todos eles finalmente começam ir embora

Agora que nós estamos aqui
É tão distante
E eu sinto como eu posso enfrentar o dia
Eu posso perdoar
E eu não estou envergonhado
Por ser a pessoa que sou hoje

Estas são minhas palavras
Que eu nunca disse antes
Eu acho que estou fazendo o certo
E este é o sorriso
Que eu nunca mostrei antes
Alguém me sacuda porque eu
Eu devo estar dormindo

(refrão)

Eu estou com tanto medo de acordar
Por favor não me sacuda
Medo de acordar
Por favor não me sacuda

Quero deixar bem clara duas coisas. Essas duas coisas podem parecer para alguns algo contraditório não são. Na verdade ão completares.

1 – Existem sim pessoas controlando o rumo de como as coisas acontecem no mundo. Realmente o sistema é um jogo de cartas marcadas, e isso influencia na vida de todos.

2 – Embora a afirmação número 1 seja verdadeira, isso não nos isenta em nada. O fato de existirem pessoas controlando o sistema só significa que ela controla você, caso você não tenha percebido ainda  como as coisas realmente funcionam, ou que você se vendeu ao sistema.

Quem está realmente controlando tudo, faz isso porque encontrou espaço na omissão das pessoas comuns.

Quem decide seu destino é você, através das suas escolhas.

Nossas escolhas, definem nosso destino!

A responsabilidade de nossa vida é exclusivamente nossa.

A religião te diz que você tem que ser obediente, e a ciência diz que você é fruto do acaso, mas ambos estão equivocados.

Você pode ser livre, mas isso tem um custo… Responsabilidade.

Não haverá mais em quem por a culpa se você romper com a hierarquia e com sua submissão a qual querem colocar você, assim como estão a maioria das pessoas.

Se você parar de esperar que outros venham mudar a sua vida ou que algum milagre ocorra, parar de culpar alguém pelas adversidades que você precisa enfrentar, você acaba se deparando com a realidade que depende é de si mesmo para mudar a situação em que você está.

Essa postura implica em não culpar ninguém quando algo der errado e não dar créditos a ninguém quando as coisas dão certo.

Não pensem que essa postura supõe auto-suficiência ou que eu estou passando uma visão ateísta. A questão aqui é saber que existem coisas que ninguém fará por você, e que temos que ter de forma bem clara e definida as nossas responsabilidades com nossa própria vida.

O próprio Jesus por várias vezes ao efetuar uma cura dizia para as pessoas “a tua fé te curou” (Marcos 5:34, Marcos 10:52, Lucas 8:48, Lucas 17:19, Lucas 18:42)

E o mesmo afirmou “querer Jerusalém debaixo de suas asas como galinha faz com seus pintinhos “, mas que isso não foi possível única e exclusivamente porque eles não quiseram… (Mateus 23:37)

É comum ver jargões dos religiosas nas bocas de pessoas até mesmo sem religião.

Coisas como “a verdade liberta” ou que “Somos livres em Jesus”. (sério, ainda vou fazer um post sobre liberdade. Estou realmente citando ela constantemente, mas ainda vou me aprofundar mais)

Mas pense bem. Porque será que os religiosos se dizem tão livre se são presos em tantos padrões de comportamento e regras?

E os cientificistas e hedonistas? (que muitas vezes nem sabem que seguem essas “ideias” ou “filosofias”)

Apregoam que a liberdade está em agir de forma irracional e inconsequente.

Entorpecer corpo, alma e espírito são nada mais do que fugas. Fuga do controle, transferindo a responsabilidade para quem está “acordado para a vida” e com potencial de dominá-lo.

Esse é o motivo pelo qual nem todos vivenciam certas experiências.

Porque todas as coisas dependem das decisões e escolhas nas pessoas para serem reais.

Então as coisas boas da sua vida não vieram de Deus e as coisas ruins do Diabo?

Não. Ambas vieram das suas escolhas.

Aceitar esse fato é a assumir a responsabilidade pela sua própria vida.

Não deixe seu destino nas mãos de uma religião, da ciência ou de uma filosofia…

Se as coisas estiverem ruins, não culpe ninguém a não a ser a si mesmo!

Até porque a pesar da culpa ser sua, a possibilidade de sair dessa situação é totalmente sua também.

Então é necessário ter coragem para encarar a responsabilidade de sua própria vida, pois sua vida foi dada a você, e você é o único responsável de guiá-la, mas quando você se submete a hierarquias você está abrindo mão do controle da sua vida e entregando a outros para que te governem.

Infelizmente a omissão também conta como escolha, e essa é a escolha que a maioria vem fazendo através da história.

Mas desde que você se torne consciente disso, você tem total poder e capacidade para decidir como viver sua vida, e se estiver disposto a pagar o preço de viver pela verdade, nada será impossível para você.

Essa postura de responsabilidade é a diferença entre o manipulado e o livre.

Referências sobre assuntos do post:

  • Fimes: Kingdom of Heaven, Peacefull Warrior, Matrix Reloaded
  • Quadrinho: Watchmen
  • Animes/Mangás: Rurouni Kenshin, Naruto, FullMetal Alchemist, Busou Renkin
Todos sabem que eu não curto o sistema e nem sou a favor de política, mas é fato que estão tentando controlar a internet e não tenho nenhuma dúvida de que todos nós que entendemos o benefício de a internet ser um meio de comunicação ainda livre para se divulgar informações, devemos sempre protegê-la e impedir que tentem se apoderar dela.
Logo, apoio todo movimento em favor da liberdade na internet, e me sinto no dever de informar sobre o que está acontecendo.
Em breve posto mais informações sobre os ataques a liberdade da internet. 

Atualização: 9 agosto 2011
A pressão está funcionando! A pressão popular fez a Câmara adiar a votação. Um Seminário na Câmara para debater o projeto de lei está marcado para o dia 24 de agosto, onde entregaremos a nossa mensagem diretamente para os deputados.

Vamos duplicar o nosso chamado antes da entrega!

Postado:  1 agosto 2011
Na semana que vem, o Congresso poderá votar um projeto de lei que restringiria radicalmente a liberdade da internet no Brasil,

criminalizando atividades on-line cotidianas tais como compartilhar músicas e restringir práticas essenciais para blogs. Temos apenas seis dias para barrar a votação.

A pressão da opinião pública derrotou um ataque contra a liberdade da internet em 2009 e nós podemos fazer isso de novo! O projeto de lei tramita neste momento em três comissões da Câmara dos Deputados e esses políticos estão observando atentamente a reação da opinião pública nos dias que antecedem à grande votação. Agora é nossa chance de lançar um protesto nacional e forçá-los a proteger as liberdades da internet.
O Brasil tem mais de 75 milhões de internautas e se nos unirmos nossas vozes poderão ser ensurdecedoras. Envie uma mensagem agora mesmo às lideranças das comissões de Constituição e Justiça, Ciência e Tecnologia e Segurança Pública e depois divulgue a campanha entre seus amigos e familiares em todo o Brasil!

Fonte: http://www.avaaz.org/po/save_brazils_internet/

Concordar consigo mesmo

Publicado: 30/07/2011 em Sabedoria, Vida

Volta e meia me vejo falando com as pessoas a respeito disso e muitos chegam a dar risada antes de compreender do que se trata. Isso é é porque eu frequentemente digo que a maioria das pessoas (e porque não dizer quase a totalidade) não concordam consigo mesmas.

Eu cheguei a essa tão interessante conclusão ao estar refletindo sobre porque as pessoas discutem e brigam tanto entre si. Porque não conseguem se entender? Essa foi a pergunta que iniciou meu pensamento…

É curioso como as perguntas nos causam isso, né?

Bem, enfim… Quando falo sobre as pessoas se entenderem, eu não quero dizer que elas precisam concordar. Pense bem e você vai perceber que mesmo para discordar de algo você precisa entender sobre o que você está falando. Discordar só para ser do contra nunca trouxe nada de bom a ninguém. E tenha certeza que mesmo sendo aparentemente bom quando as pessoas concordam com a gente, não é verdade se elas não entendem porque concordam. Porque o que discorda para alguém que quer se fazer entender causa a necessidade de explicar, mas para quem aparentemente concorda, parece que ela entendeu e isso nem sempre é verdade.

A concordância sem entendimento causará muitos problemas futuros para a pessoa que quer compartilhar algo e ser entendida.

Mas o post não é sobre entendimento entre as pessoas… Sobre isso falo outro dia.

É que pensando sobre isso eu cheguei a conclusão de que o que mais impede as pessoas de se entenderem (e aí poderem concordar ou discordar) é que dificilmente as pessoas concordam com elas mesmas… Logo eu estava sendo exigente demais querendo entendimento coletivo antes que uma pessoa entenda algo dentro de si que ela concorde (perceba que dentro de nós também é necessário entender pra concordar).

A falta de concordância consigo mesmo ocorre quando você observa a incoerência entre suas ideias e suas ações.

A pessoa se declara pertencente a determinado grupo que pensa de tal forma, ou declara que determinada atitude ou pensamento é correto, e com suas atitudes faz o oposto do que diz que é correto. Isso significa que dentro dela ela pode até querer acreditar em algo, mas isso não é VERDADE para ela. Essa pessoa está praticando algo que é representado por uma palavra que muitos não gostam de ouvir… HIPOCRISIA.

A hipocrisia  de declarar que algo é correto para se fazer, e cultivar uma pratica oposta a essa suposta conduta.

Não estou aqui defendendo moralmente conceitos de certo e errado, e sim a coerência (ou a incoerência) do que é certo para uma pessoa que pratica o que ela mesma julga ser errado!

Por isso eu procura advertir as pessoas que eu puder a respeito disso. De procurarem antes de quererem que as pessoas concordem com elas, primeiramente se dediquem a concordar consigo mesmas. A atenção de examinar o resultado desse confronto entre palavras/ideias e as atitudes/prática trará importante esclarecimento à pessoa sobre suas próprias crenças e ideias, e poderá saber se ela concorda e deseja mesmo viver como diz que deveria viver.

Talvez ela verá que o que ela fala não vale a pena, ou não seja verdade, e isso a impulsionará a uma busca sincera pelo o que possa ser a verdade na qual ela se dedicará… ou ela perceberá que entendeu o que deve fazer, porém não tem a disciplina necessária para praticar o que seu entendimento alcançou. E sua dedicação será em corrigir sua prática.

Independente do motivo pelo qual a pessoa cai nessa contradição, seja ela por não refletir ou por ignorar o fato, existem muitas pessoas apregoando ideia e querendo que as pessoas concordem com ela, sem ao menos concordarem consigo mesmas. E é óbvio que pessoas sinceras percebem e discordam quando percebem que uma pessoa diz algo e faz o oposto disso.

Então observe que o famoso ditado “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço” é uma ridícula tentativa de validar uma vida mentirosa e incoerente. Não caia nessa!

A reflexão sincera sobre isso só tem no que nos ajudar.

Boa sorte a todos na sua busca de concordar consigo mesmos.

Esse post é uma resposta a pergunta feita pelo leitor “Carta Viva” no comentário do post anterior sobre consciência.

Esse será o primeiro post da categoria Pergunte ao Oráculo.

Vamos a resposta…

Primeiro é necessário separar o que de fato é ensinamento de Jesus, com o que as religiões dizem em nome dele. Vendo por esse ângulo eu diria que é impossível viver os ensinamentos de Jesus sem possuir consciência.

Não havia em Jesus intenção em que as pessoas o seguissem sem compreensão. Era por isso que ele gastava grande parte do seu tempo ensinando, e por isso os famosos apóstolos eram discípulos (alunos, e não seguidores).

A primeira instância pode soar como a mesma coisa, mas na pratica não é.

Quando você aprende algo com um professor não necessariamente você usará seu conhecimento da mesma forma que seu professor, embora é claro para realmente você tenha aprendido você terá que praticar esse conhecimento, transformando-o em sabedoria.

Verdade Liberta

Se conhecemos a verdade somos livres, mas o que fazemos com a verdade é escolha nossa. Essa é a verdadeira liberdade.

Todos conhecem a famosa frase de Jesus:  “e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”(João 8:32), mas poucas vezes juntam com o versículo anterior ou com o restante do texto.

Leia de novo com o versículo anterior junto:

João 8:31 Dizia, pois, Jesus aos judeus que nele creram: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sois meus discípulos;
32 e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.

É um pouco polêmico o que vou dizer, mas Jesus não esperava das pessoas obediência cega, e sim compreensão. Compreensão pode gerar concordância, coisa que obediência cega jamais trará.

Se você conhece a verdade e se torna livre, você pode usar essa liberdade como quiser. (ou não seria liberdade, concorda?)

Essa é a grande responsabilidade da consciência. Ser livre, e  fazer suas próprias escolhas, e assumir a responsabilidade por elas.

Essa responsabilidade assusta a muitos, pois é mais fácil ser um seguidor… Ser obediente a algo tem suas desvantagens mais traz consigo certa comodidade também, e o mundo em que vivemos hoje superestima a comodidade e qualquer possível vantagem ao ego. Se é necessário seguir as ordens de Deus para ter uma recompensa, então parece valer a pena.

Mas as coisas não são assim e a vida não é uma receita de bolo. O ensino de Jesus se baseava em que os que aprendessem com ele  pensassem por si mesmos. Deixar de ser alguém que segue ideias de outras pessoas e começar a enxergar por si mesmo, e encontrar as próprias respostas. Se esforçar, errar, perseverar e aprender…

O ensino de Jesus era bem prático, então em primeira instância todos eram realmente seguidores, pois não sabiam muito bem onde estavam pisando (Pedro que o diga, e o episódio de andar sobre a água). Eles não entendiam, e a primeira coisa que tinham que entender era como acordar sua consciência.

Deixar de ser servos (escravos, sem vontade própria) e se tornarem amigos (pessoa que possui relacionamento de igualdade, e amor).

JOÃO 15:
13 Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.
14 Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.
15 Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas chamei-vos amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos dei a conhecer.

O que ele disse aqui era simples. Ele os chamou de amigos pois ele compartilhou o conhecimento que tinha, e não fez uso desse conhecimento para os manter sob seu controle e sim trazer liberdade a eles. No versículo 14 ele pediu deles obediência inicialmente, porém lhes deu escolha ao dizer “se fizerdes”, o que demostra claramente que eles tinham escolha.

Transformar seguidores em pessoas pensantes por si, capazes de reconhecer uma verdade e agir… isso era um primeiro requisito. A primeira lição. Sem isso, dali em diante eles não conseguiriam aprender mais nada.

Todas as metáforas usadas por Jesus sobre ele ser a Luz do Mundo ou trazer a Luz para os que estavam em trevas se referia a isso. Trazer consciência e esclarecimento aos que estavam presos a ignorância e sem compreensão sobre o propósito de suas próprias vidas e por isso são facilmente manipulados por ideologias, filosofias e ideias de outras pessoas.

Fio de Luz Revelando as Trevas

Analogia das palavras de Jesus sobre ele ser a Luz do Mundo ou trazer luz para os que estão vivendo nas trevas. A luz do conhecimento da verdade trazendo esclarecimento. Essa é a luz que produz a consciência.

Agir sobre o pretexto de uma suposta ordem de Deus, faz parecer que nada pode dar errado, e há quem diga: “afinal de contas Deus foi quem disse, então ele garantirá”.

Todos que falam dessa forma ou são enganados ou enganadores. Não há segurança, não há garantia. Apenas esperança, sangue e suor.

Precisamos crescer e alcançar maturidade, e isso só é alcançado com prática, e aperfeiçoamento (aprender com os próprios erros).

Para continuar a falar sobre os assuntos liberdade e escolha, o texto ficaria extenso demais, e pretendia apenas me manter falando sobre a necessidade de consciência para praticar esses ensinamentos de Jesus, ser um discípulo e aprender a caminhar rumo a redenção humana.

Por hora entendamos isso: A consciência é o princípio. É acordar para o que nos rodeia e perceber que precisamos agir por nós mesmos e isso exige muitas coisas. Coragem, caráter, integridade… Ser honesto consigo mesmo e com o que tem compreendido, sem jamais vender sua alma e suas escolhas por qualquer conveniência ou facilidade do sistema.

E a relação com os ensinos de Jesus é compreender que ensinos e obrigações são coisas diferentes. Ensinos libertam e esclarecem, enquanto obrigações nos escravizam e nos tornam cegos ignorantes.

Hoje tem se falado muito em DESPERTAMENTO DA CONSCIÊNCIA.

Quando isso acontece você se torna PERCEPTIVO das coisas que estão acontecendo ao eu redor, influenciando (ou procurando influenciar) sua vida.

Segundo o dicionário:

consciência

s. f.
1. Faculdade da razão julgar os próprios actos!.
2. Fig. Sinceridade.
3. Acção! que causa remorso.
4. Probidade, honradez.
5. Opinião.
6. Cuidado, atenção, esmero.
em consciência: na verdade.
liberdade de consciência: liberdade de cultos.
Na Wikipedia encontramos:

consciência é uma qualidade da mente, considerando abranger qualificações tais como subjetividade, auto-consciência, sentiência, sapiência, e a capacidade de perceber a relação entre si e um ambiente. É um assunto muito pesquisado na filosofia da mente, na psicologia, neurologia, e ciência cognitiva.

Representação gráfica de consciência do século XVII.

Alguns filósofos dividem consciência em consciência fenomenal, que é a experiência propriamente dita, e consciência de acesso, que é o processamento das coisas que vivenciamos durante a experiência (Block 2004). Consciência fenomenal é o estado de estar ciente, tal como quando dizemos “estou ciente” e consciência de acesso se refere a estar ciente de algo, tal como quando dizemos “estou ciente destas palavras”.

Consciência é uma qualidade psíquica, isto é, que pertence à esfera da psique humana, por isso diz-se também que ela é um atributo do espírito, da mente, ou do pensamento humano. Ser consciente não é exatamente a mesma coisa que perceber-se no mundo, mas ser no mundo e do mundo, para isso, a intuição, a dedução e aindução tomam parte.

—————————————–

Deixando um pouco de lado as definições, é fato que uma pessoa consciente tem noção de coisas além do que normalmente os 5 sentidos percebem. É uma expressão usada pra dizer que você ACORDOU. Pra dizer que você passou por alguma reflexão e achou alguma resposta.

Mas quem nunca viu aquele exemplo de alguém com um ANJINHO em um de seus ombros e um DIABINHO em outro?

Essa é a idéia que muitos tem de consciência. É claro que não preciso ficar aqui afirmando que essa idéia é uma distorção proposital da realidade. Ela por sua vez chega a ser contraditória ao que realmente representa ter consciência, pois sugere que a pessoa em questão NÃO PENSA POR SI, e sempre age sob INFLUÊNCIA de forças externas, ou que existe um DUALISMO em sua própria consciência.

Acreditar nisso é uma boa desculpa pra se jogar na NEGAÇÃO, quando topar com uma VERDADE INESPERADA.

Entre os mais religiosos então, é bem provável dizer que quando não querem entender ou aceitar alguma coisa dirão que ouviram o PRÓPRIO DIABO.

Quantas vezes não chegamos a uma conclusão que nos choca, então pensamos algo do tipo “ou estou viajando, ou então ferrou!”

Se pensamos isso é porque preferimos estar equivocados às vezes, quando nossa descoberta nos trás más notícias. Mas isso não é o que devemos fazer. Se percebemos algo de ruim, principalmente se antecipadamente, devemos  aproveitar o que nossa consciência nos trouxe.

A CONSCIÊNCIA  nos dá condição de perceber por nós mesmos a VERDADE que precisamos. Não é uma informação que abre nossa mente, mas o DESPERTAR DE UMA CAPACIDADE DE INTUIR POR SI MESMO.

É um chamado a responsabilidade, e devemos agir a respeito.

Devemos encarar a nossa própria consciência, como ela realmente é… UM PRESENTE!

Afinal de contas A IGNORÂNCIA NÃO É UMA BENÇÃO*

Pesquisa recomendada:

  • Filmes: Trilogia Matrix, Animatrix, The Truman Show, Peaceful Warrior, Into The Wild, Equilibrium,  Fight Club, Solomon kane, Irmão Sol Irmã Lua
  • Série: Human Target
  • Anime/Manga: Rurouni Kenshin

*Trocadilho com a frase “A ignorância é uma benção” , dita pelo personagem Cypher no primeiro filme da Trilogia Matrix.